Sub 21 preparam estreia

Arranca no próximo fim‑de‑semana a nova competição da AF Leiria, que inclui equipas Sub 21. A UD Leiria irá ter duas equipas em competição

No próximo sábado (21 novembro 2020) arranca o Torneio Distrital Sub 21 da AF Leiria, uma nova competição criada para combater a paragem forçada dos campeonatos (ler mais sobre a competição aqui).

A UD Leiria irá disputar a competição com duas equipas, “A” e “B”, que disputam a Série C e B respetivamente. Porém, apenas a equipa “B” se estreia este fim‑de‑semana, já que a equipa “A” está inserida num grupo com número de equipas ímpar (as restantes são compostas por número de equipas par), folgando esta semana.

Estivemos à conversa com os treinadores da equipa “A” e “B”, José Horta e Diogo D’Aprile, que falaram sobre a nova competição, e sobre a preparação das equipas em plena pandemia COVID-19.
“Felizmente a AF Leiria teve esta ideia [da criação da competição] e a sensação é certamente boa. Podermos voltar a competir é algo muito positivo, pois para além da vontade que todos têm de voltar a jogar, é o jogo/competição que ajudará na evolução de cada um dos jogadores.” afirmou Diogo D’Aprile. Já José Horta afirma que as sensações de se estrear numa nova competição, nos tempos correntes, “é um mar de emoções. Todos já tivemos 16 anos. Ficar confinado durante 8 meses, limitado, parado, sem poder fazer algo que nos dá alegria é depressivo e verdadeiramente angustiante. É através do futebol e entre amigos que eles se libertam verdadeiramente, fisicamente e psicologicamente. Penso que as palavras corretas para estas sensações são de alivio, alegria e liberdade. Para nós treinadores é o fim de um pesadelo. Treinar sem objetivos coletivos de jogo é como treinar ciclismo e não puder usar uma bicicleta.”

“Temos de nos sentir privilegiados. Existem centenas de milhares de jovens de escalões inferiores sem competir” – José Horta (foto: 2019)

O treinador da equipa “A”, José Horta, acrescentou que “nos temos de sentir privilegiados. Centenas de milhares de jovens de escalões inferiores continuam impedidos de praticar desporto coletivo. É uma crueldade impedir uma criança de ser criança e de brincar “à bola com os amigos”. O que necessitamos é de um risco controlado e calculado.”
Sobre a retoma da atividade desportiva, Diogo D’Aprile afirma que no início “o mais complicado foi conseguir mante-los motivados. Todo este tempo sem competição e treinando com todas as condicionantes que nos foram pedidas não era certamente o cenário mais motivador, mas foi o que tinha que ser. Felizmente tem havido uma evolução gradual naquilo que nos é permitido fazer e há um par de semanas já começámos a treinar de forma quase normal.” José Horta fala sobre o risco de lesão que “é menor mas mesmo assim existe. E a componente tática e as dinâmicas coletivas necessitam de um sério reforço. Muitos automatismos perderam-se. Agora é trabalhar e cimentar processos para criar boas bases. Todos os jogos servirão para evoluir e queremos evoluir muito. Mas o que importa é que finalmente podemos treinar livremente. Todos tínhamos saudades, queremos aproveitar este momento.”

Adversários mais velhos e nível de dificuldade mais elevado

As equipas de Sub 21 estarão inseridas num campeonato onde muitos adversários serão mais velhos. Sobre isso, José Horta reitera que “somos UD Leiria. Queremos jogos difíceis e entramos sempre para ganhar, sendo contra os da nossa idade ou dois ou três anos mais velhos. A superação e a evolução não acontecem quando jogas contra equipas mais fracas e ganhas. Acontece quando jogas contra equipas mais fortes e aprendes, independentemente do resultado. Espero resultados disputados e equilibrados. É isto que queremos. É isto que nos faz crescer.”

 

“Já estamos habituados, na UD Leiria, a disputar jogos contra escalões de idades superiores” – Diogo D’Aprile (foto: 2020)

 

Diogo D’Aprile concordo, falando num “não problema”. “Na UD Leiria temos vários escalões que, de forma habitual, já vão competindo contra escalões de faixa etária superior e por isso já vêem isso com naturalidade. Quanto aos resultados/objetivos, e sendo esta uma competição que poderá servir de preparação para o Campeonato Nacional (caso este se venha a realizar), queremos trabalhar e melhorar os nossos jogadores nos aspetos técnico-táticos, físicos e mentais, e dessa forma ser competitivos em todos os jogos para que no final da competição possamos estar nos lugares cimeiros da classificação.

A estreia da equipa “B” está marcada para sábado, dia 21 de novembro, frente ao GD Santo Amaro, às 10h30. A equipa “A” estreia-se na próxima semana (28 novembro), diante do GDR Boavista.