“Recebi uma chamada do presidente após a operação, para renovar”

Nas primeiras declarações após assinar o novo contrato, o defesa leiriense apresentou-se encorajado e confiante

“É uma sensação ótima” começou por afirmar João Vítor, que renovou contrato com a UD Leiria até 2023. “Um dos meus sonhos de criança é chegar a uma liga profissional e este ano podemos conseguir isso. Ainda para mais no meu clube de formação e da minha cidade. É um sonho, que se tudo correr bem, vou tornar realidade.”

O atleta leiriense fez parte da formação na UD Leiria e estreou-se profissionalmente em Inglaterra, ao serviço do Worcester City, tendo desde então representado clubes como o GD Peniche, Académica OAF “B”, AC Marinhense, GRAP e CD Fátima. Em 2019 João Vítor regressou a casa e desde então já defendeu a camisola leiriense em 15 ocasiões, encontrando-se a recuperar de uma lesão que sofreu num encontro que contava para o Campeonato de Portugal.

“Estávamos no jogo em Castelo Branco. Houve um lance em que estava a correr na linha, (…) alguém me fez um passe longo (…) e o lateral deles, e fez o corte em carrinho. Eu já estava para ir agarrar a bola, salto por cima dele para não lhe acertar e ele tocou-me no pé para eu me desequilibrar, certamente, para retardar um bocado o momento. Eu em vez de cair com os dois apoios caí só num e já um bocado desequilibrado. Ao embater, senti logo um estalo enorme na minha perna, senti logo que não era uma lesão normal.”

 

João Vítor renovou contrato com a UD Leiria até 2023 (© UD Leiria)

 

No segundo jogo da temporada a UD Leiria perdia assim o defesa esquerdo, que rapidamente foi observado – “Durante essa semana fui visto pelo médico, fizemos os devidos testes, e percebemos que era uma rotura de ligamento cruzado e talvez o menisco. Vimos logo que a solução seria passar pela cirurgia e foi o que acabámos por fazer.”

Tendo a época em risco, João Vítor encontrava-se agora numa posição difícil, mas revela uma história após a operação – “Eu já estava no quarto, já tinha sido operado, (…) e recebi uma chamada do Senhor Armando Marques a perguntar como tinha corrido a operação, como é que eu estava, como é que me sentia e a desejar muita força e que ia correr tudo bem. Aproveitou aquele momento para me informar que não era necessário me preocupar com absolutamente nada em relação à próxima época, porque eu fazia parte das opções dele, para renovar o meu contrato aqui na UD Leiria, que é o meu clube de formação. Isso deu-me muito ânimo… Essa chamada, e essa aposta da direção em mim.”

Com a recuperação cada vez mais perto, e com o sonho de atuar novamente esta época, o defesa esquerdo afirma que os planos a curto prazo “passam por recuperar a 100%. A médio prazo, é alcançar os tão desejados objetivos para este final de época, que é atingir a Segunda Liga. Depois, claro, vamos querer chegar à Primeira Liga. Estrear-me na Liga NOS seria a cereja no topo do bolo.”

Após a confirmação do vínculo, o camisola 23 da UD Leiria mostra-se encorajado e confiante para o futuro – “É uma sensação ótima porque estamos numa fase final, e só nos faltam 6 finais e depois uma finalíssima, se Deus quiser. Caso ganhemos estes jogos todos, significa que vamos para uma liga profissional, para a Segunda Liga, e isso é um dos meus sonhos de criança, chegar a uma liga profissional, ainda para mais no meu clube de formação e da minha cidade. É um sonho que se Deus quiser vou tornar realidade.”